Arquivo da categoria: Vendas do Comércio

Faturamento do mercado de cartões

Em 2013, o faturamento do mercado de cartões de crédito cresceu 14,7% em relação ao ano anterior, chegando a R$ 534 bilhões. Nos cartões de débito a alta foi de 23,4%, com R$ 293 bilhões.

Foram 5 bilhões de transações no crédito e 4,9 bilhões no débito, segundo o Banco Central, o que representou um aumento de 12,2% e de 18,9%, respectivamente.

Outro dado divulgado foi o número de cartões ativos, que chegou a 87,5 milhões, sendo que 41,8 milhões na bandeira Visa e 36,7 milhões no Mastercard.

No débito, são 106,2 milhões de cartões ativos, sendo 50,5 milhões no Visa e 45,8 milhões no Mastercard.

Anúncios

Vendas de materiais de construção

Em janeiro, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de materiais de Construção (Abramat), as vendas internas de materiais de construção crescem 1,5% em relação ao mesmo mês do ano passado e 9,3% frente ao resultado de dezembro de 2013.

Por categoria, as vendas de materiais básicos cresceram 0,2% frente ao mês de janeiro de 2013 e 15,5% na comparação com dezembro. Itens de acabamento começaram o ano com alta de 3,9% e queda de 1,1% nas mesmas bases de comparação, respectivamente.

A projeção do setor para 2014 é de uma alta de 4,5%.

Crescimento menor nas vendas a prazo

De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas as vendas a prazo cresceram 4,12% no ano passado, frustrando as expectativas do setor, que eram de uma aceleração de 4,5%.

Nem mesmo o Natal conseguiu dar um gás para esta modalidade em dezembro e fazer os números fecharem dentro da expectativa. No último mês do ano, a alta nas vendas a prazo foi de 2,9% frente ao mesmo mês de 2012. Nesta base no corte de 2011 para 2012 a alta havia sido de 5,37%. A previsão para 2014 é de uma alta de 4%, impactada por um cenário econômico ainda de incertezas e de menor confiança.

Expectativas para o comércio on-line

De acordo com a E-Bit, há uma projeção de que o comércio on-line apresente um crescimento nominal de 20% em 2014. Em 2013 as projeções iniciais apontam um faturamento de R$ 28 bilhões, o que representaria uma alta de 25% frente aos números de 2012.

A Copa do Mundo pode impulsionar a venda de artigos esportivos além de televisores. Além disso, aparelhos celulares e smartphones continuam a ser lideres de venda.

Vendas de material de construção

De acordo com a Anamaco, as vendas no varejo de materiais de construção cresceram 3,2% em outubro, na comparação com setembro. Em relação a outubro de 2012 houve estabilidade nos números.

O resultado de janeiro a outubro apontou elevação de 4%, enquanto em médias móveis de 12 meses, o crescimento ficou em 4,5%, que é a projeção do setor para o final do ano.

O ramo que mais se destacou no mês de outubro foi o de acabamentos, como tintas e revestimentos cerâmicos. Em contrapartida, o ramo de cimento teve a maior retração.

Para 2014, a expectativa é de um crescimento de 7,2%, com um melhor desempenho no segundo semestre. Nem mesmo, a Copa do Mundo, que irá diminuir o número de dias úteis, deve prejudicar o desempenho do setor. Espera-se que a venda de tintas aumente no período, pois existe o histórico da pintura das ruas para o evento.

Venda de veículos em setembro

As vendas de veículos automotores cresceram 7,6% em setembro na comparação com o mesmo mês deste ano, de acordo com a Fenabrave. Porém, frente ao mês de agosto, houve queda de 5,9%. Foram 309,9 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus emplacados no sétimo mês do ano. Para a Fenabrave, a diferença no calendário foi fundamental para o resultado, já que setembro deste ano teve dois dias a mais do que o de 2012, mas teve um dia a menos do que agosto deste ano. A Fiat arrebatou 21,5% do mercado de setembro, seguido a Volkswagen com 19%.

Nos nove primeiros meses do ano foram emplacados 2,78 milhões de veículos, queda de 0,3% frente ao mesmo período do ano passado.